Menu
Rua Otto Benack, 300 - Sala 2
Bom Retiro - Joinville / SC Ver No Mapa
PLUGGED • 28/03 • Facebook

Será o fim do Facebook?

Por
Paula Leão

Desde que o mundo é mundo, grandes períodos de paz são sempre seguidos por conflitos. É assim com países, organizações, com a nossa vida e com o Facebook não seria diferente. Após se tornar uma das maiores e mais conhecidas organizações do mundo, a empresa enfrenta agora uma crise com potencial destrutivo e que pode mudar (e muito) a maneira como utilizamos a rede social.

Estaríamos, então, vivendo o fim de uma era? Com ações despencando, convite para depor no Parlamento Britânico e a vulnerabilidade da companhia escancarada, parece que nada, até então, mudou para Zuckerberg. O fato, porém, é que não apenas pelo novo escândalo, mas sempre existiu um grande interesse público em conhecer as medidas de segurança estabelecidas pela rede social em relação a proteção de dados.

Em meio às campanhas de #vamosdeletarnossofacebook, precisamos reconhecer que por mais que seja necessário criar regras de transparência sobre as atividades e funcionamento não só do Facebook, mas de outras plataformas, tudo isso ainda é muito recente. Há pouco tempo atrás não tínhamos esse problema para resolver porque essa era uma realidade que não fazia parte das nossas vidas.

Esse processo de definir uma política de proteção de dados pessoais mais clara e acessível ao usuário, bem como os padrões internacionais mínimos, devem e precisam ser amplamente discutidos e definidos porque sim, chegou a hora de falarmos sobre esse assunto. As plataformas, por sua vez, alinhadas com esse propósito, precisam também se comprometer em obedecer às legislações de proteção de dados pessoais criadas.

Mesmo diante de tudo isso, ainda não será o fim. Não podemos negar o fato de que o Facebook é especialista em reinvenções. É só parar pra pensar que da última vez que resolveram encarar oportunidades de outra forma, todos nós fomos beneficiados. Depois disso, nunca se falou tanto sobre empreendedorismo, nunca reencontramos amigos de infância com tanta facilidade, nunca retomamos o contato com quem mora longe, nunca divulgamos o nome da nossa empresa com tão pouco e nunca tivemos a oportunidade de criar tanto conteúdo.

Diante desse quadro, fica a pergunta: é hora de deletar nossa conta na plataforma? Arriscamos dizer que não. É hora de nos prepararmos para pensar em mudanças, em reajustes de comportamento e na (nova) revolução das mídias digitais.

Compartilhe este post:
Vamos Começar um Orçamento? Como Podemos Ajudar?